Caracteristicas

  • Marca 7509997006758

Descrição do vendedor

MECATRÔNICA:

1 – INTRODUÇÃO À MECATRÔNICA
O que é Mecatrônica - Tendências de Mercado - Gestão de manufatura - AFINANDO ALGUNS CONCEITOS
Campos de atuação - do profissional de mecatrônica - O que a indústria espera do profissional de mecatrônica
COMPETÊNCIAS SOCIAIS E PESSOAIS - Competências técnicas - TECNÓLOGO EM MECATRÔNICA - TÉCNICO EM MECATRÔNICA
Olhando para o futuro - A INFORMAÇÃO FLUINDO ENTRE A AUTOMAÇÃO E OS SISTEMAS CORPORATIVOS

2 – TECNOLOGIA MECÂNICA
Propriedades dos materiais - PROPRIEDADES FÍSICAS - PROPRIEDADES QUÍMICAS - FUNDINDO METAIS
OBTENÇÃO DO FERRO GUSA - USANDO O FORNO - TRANSFORMANDO O FERRO-GUSA EM FERRO FUNDIDO
CLASSIFICANDO OS DIVERSOS TIPOS DE FERRO FUNDIDO - Fabricação do aço - MELHORANDO AS PROPRIEDADES DO AÇO
COMO MELHORAR A RESISTÊNCIA DOS METAIS - CONHECENDO OS DIFERENTES TRATAMENTOS TÉRMICOS
O QUE SÃO TENSÕES INTERNAS - O QUE É RECOZIMENTO PLENO - VANTAGENS DO TRATAMENTO TÉRMICO DO AÇO
CONHECENDO OS DIFERENTES TRATAMENTO TERMOQUÍMICO - CEMENTAÇÃO - Cobre - OBTENDO O COBRE - Bronze
O Alumínio - CONHECENDO AS LIGAS DE ALUMÍNIO - O Latão - LIGAS DE COBRE E NÍQUEL - COMBATENDO A CORROSÃO
METALIZAÇÃO - PINTURA

3 – HIDRÁULICA:
Introdução à hidráulica - DEFINIÇÃO DE PRESSÃO - CONSERVAÇÃO DE ENERGIA - TRANSMISSÃO DE ENERGIA HIDRÁULICA
VANTAGENS DO ACIONAMENTO HIDRÁULICO - ÓLEO HIDRÁULICO - PRESSÃO NUMA COLUNA DE FLUIDO - A PRESSÃO ATMOSFÉRICA ALIMENTA A BOMBA
AS BOMBAS DE DESLOCAMENTO POSITIVO CRIAM O FLUXO - COMO É CRIADA A PRESSÃO - FLUXOS PARALELOS
FLUXO DE SÉRIE - QUEDA DE PRESSÃO ATRAVÉS DE UMA RESTRIÇÃO (ORIFÍCIO) - A PRESSÃO INDICA A CARGA DE TRABALHO
A FORÇA É PROPORCIONAL À PRESSÃO E À ÁREA - CALCULANDO A ÁREA DO PISTÃO - VELOCIDADE DE UM ATUADOR
VELOCIDADE NA TUBULAÇÃO - PROCEDIMENTO PARA SE DETERMINAR AS DIMENSÕES DA TUBULAÇÃO - TUBULAÇÃO E SUAS ESPECIFICAÇÕES
TRABALHO E ENERGIA - POTÊNCIA NUM SISTEMA HIDRÁULICO - TORQUE - PRINCÍPIOS DE PRESSÃO - COMO É CRIADA A PRESSÃO
PRESSÃO ATMOSFÉRICA - BARÔMETRO DE MERCÚRIO - MEDINDO O VÁCUO - RESUMO DAS ESCALAS DE PRESSÃO E VÁCUO - PRINCÍPIOS DE FLUXO
COMO MEDIR O FLUXO - VAZÃO E VELOCIDADE - FLUXO E QUEDA DE PRESSÃO - O FLUIDO PROCURA UM NÍVEL FLUXO LAMINAR E TURBULENTO
O PRINCÍPIO DE BERNOULLI - SIMBOLOGIA HIDRÁULICA - SELEÇÃO DE FLUIDOS - ÓLEOS MINERAIS - FLUIDOS DE BASE SINTÉTICA
REQUISITOS DE QUALIDADE - SELEÇÃO DE UM FLUIDO HIDRÁULICO - PESO ESPECÍFICO - VISCOSIDADE - VISCOSÍMETRO UNIVERSAL SAYBOLT
PROBLEMAS DE VISCOSIDADE - ÍNDICE DE VISCOSIDADE - VALOR LUBRIFICANTE - PONTO MÍNIMO DE FLUIDEZ - OXIDAÇÃO E CONTAMINAÇÃO
CONTROLES DE FLUXO - TIPOS DE CONTROLES DE FLUXO - CONTROLES DE PRESSÃO - VÁLVULA DE ALIVIO DE PRESSÃO HIDRÁULICA
VÁLVULA REDUTORA DE PRESSÃO - VÁLVULAS DE SEQÜÊNCIA - ACUMULADORES - ACUMULADORES HIDRÁULICOS - TIPOS DE ACUMULADORES
ACUMULADOR DE GRAVIDADE OU DE PESO - ACUMULADOR DE MOLA - ACUMULADOR A GÁS OU A AR - ACUMULADOR SEM SEPARADOR
ACUMULADOR COM PISTÃO SEPARADOR - ACUMULADOR COM ELEMENTO SEPARADOR DE DIAFRAGMA - ACUMULADOR DE BEXIGA -
FILTRO DE ENTRADA OU DE RESERVATÓRIO

4 - PNEUMÁTICA
Introdução à Pneumática - DESENVOLVIMENTO DA TÉCNICA DO AR COMPRIMIDO - PROPRIEDADES DO AR COMPRIMIDO
VANTAGENS NA UTILIZAÇÃO DA PNEUMÁTICA - LIMITAÇÕES DA PNEUMÁTICA - RELAÇÃO CUSTO/BENEFÍCIO
UNIDADE DE MEDIDA E FUNDAMENTOS FÍSICOS - PREPARAÇÃO DO AR COMPRIMIDO - CILINDROS DE AÇÃO DUPLA COM EXECUÇÃO ESPECIAL
CÁLCULOS DOS CILINDROS - CONSUMO DE AR DO CILINDRO - CONEXÕES DO CILINDRO - VÁLVULAS DE COMANDO - DIMENSIONAMENTO
Circuitos Pneumáticos e Hidráulicos - CONCEITO - Caso de automação nº. 1 - Caso de automação nº. 2
Simbologia pneumática básica

5 - ELETRICIDADE BÁSICA
Atomística - MOLÉCULAS E LIGAÇÕES QUÍMICAS - ESTRUTURA DOS ÁTOMOS - ELÉTRONS, PRÓTONS, NÊUTRONS, CARGAS ELÉTRICAS
ESTABILIDADE DOS ÁTOMOS - ELÉTRONS DE VALÊNCIA, ÍONS - LIGAÇÃO IÔNICA - LIGAÇÃO ATÔMICA (LIGAÇÃO COVALENTE)
LIGAÇÃO METÁLICA - PADRÕES ELÉTRICOS E CONVENÇÕES - PREFIXOS MÉTRICOS - CARGAS ELÉTRICAS - TENSÃO ELÉTRICA
LEI DE COULOMB - LINHAS DE FORÇA DO CAMPO ELÉTRICO E FORMAS DO CAMPO - SEPARAÇÃO DAS CARGAS E TENSÃO ELÉTRICA
PRODUÇÃO DE TENSÃO ELÉTRICA - TENSÃO NORMALIZADA - UNIDADE E SÍMBOLO DA TENSÃO ELÉTRICA - TIPOS DE TENSÕES ELÉTRICAS
MEDIDA DE TENSÃO ELÉTRICA - A CORRENTE ELÉTRICA - LEIS BÁSICAS DA CORRENTE ELÉTRICA CONTÍNUA
UNIDADE E SÍMBOLO DA CORRENTE ELÉTRICA - TIPOS DE CORRENTE ELÉTRICA - PERIGOS DA CORRENTE ELÉTRICA -
CONDUTORES E ISOLANTES ELÉTRICOS - CARGA ELÉTRICA - POTENCIAL ELÉTRICO - CORRENTE ELÉTRICA - POTÊNCIA E ENERGIA ELÉTRICA
RESISTORES E CÓDIGOS DE CORES - LEIS DE OHM - POTÊNCIA ELÉTRICA - LEI DE KIRCHHOFF - Circuitos elétricos
CIRCUITOS ELÉTRICOS BÁSICOS - TENSÃO EM CIRCUITO PARALELO - RESISTÊNCIA ELÉTRICA NO CIRCUITO EM PARALELO
CÁLCULO DA RESISTÊNCIA EQUIVALENTE - VANTAGENS DO CIRCUITO EM PARALELO SOBRE O CIRCUITO EM SÉRIE
CORRENTE ELÉTRICA NO CIRCUITO EM PARALELO - CIRCUITO ELÉTRICO MISTO - O FUTURO DA ELETRICIDADE

6 – ELETRÔNICA
Eletrônica Analógica e Digital - Vantagens da eletrônica digital - CONVERSÃO DE BASE BINÁRIA PARA A BASE DECIMAL
ÁLGEBRA BOOLEANA - CIRCUITOS COMBINACIONAIS - Circuitos Seqüenciais - Conversores Digitais/Analógicos e Analógicos/Digitais
CONVERSÃO DIGITAL/ANALÓGICA PARA SEQÜÊNCIA DE BYTES - PORTAS LÓGICAS

7 – MICROCONTROLADORES E MICROPROCESSADORES
Microcontroladores - SOFTWARE - HARDWARE - Noções de computador - MEMÓRIA - Dispositivos de entrada e saída
SISTEMAS BÁSICOS DE UM MICROPROCESSADOR

8 - PROGRAMAÇÃO
LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO - PROGRAMAS - O que é um diagrama de blocos - SIMBOLOGIA - Constantes, variáveis e tipos de dados
CONSTANTES - VARIÁVEIS - ESTRUTURA DE DECISÃO E REPETIÇÃO - Arquivos de dados - CONCEITOS BÁSICOS - MACRO-FLUXO - SIMBOLOGIA
LINGUAGEM C - FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM C - LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO - LINGUAGENS DE BAIXO E ALTO NÍVEL - LINGUAGEM C
HISTÓRICO - CONJUNTO DE CARACTERES - DIRETIVAS DE COMPILAÇÃO

9 - REDE DE COMUNICAÇÃO
Evolução dos sistemas de computação - Evolução das arquiteturas - Redes de computadores - Parâmetros de comparação
CUSTO - RETARDO DE TRANSFERÊNCIA - DESEMPENHO - CONFIABILIDADE - MODULARIDADE - COMPATIBILIDADE - SENSIBILIDADE TECNOLÓGICA

10 – ROBÓTICA
CONCEITOS BASICOS DE UM ROBÔ - SENSORIAMENTO E PROGRAMAÇÃO - CLASSIFICAÇÃO - REGIÃO DE TRABALHO DE UM ROBÔ
ACIONAMENTOS DE ROBÔS - Programação de robôs industriais - PROGRAMAÇÃO GESTUAL - PROGRAMAÇÃO TEXTUAL
Gerações de linguagens de programação de robôs - LINGUAGENS DE SEGUNDA GERAÇÃO - ESTRUTURA DA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO DE ROBÔS
CONSTANTES E VARIÁVEIS - COMANDOS DE MOVIMENTO - DEFINIÇÕES DE PONTOS NO ESPAÇO DE TRABALHO - CÁLCULOS E OPERAÇÕES
CONTROLE DO PROGRAMA - SUB-ROTINAS - COMUNICAÇÕES E PROCESSAMENTOS DE DADOS - COOPERAÇÃO DO ROBÔ COM EQUIPAMENTOS TECNOLÓGICOS EXTERNOS
SENSORES: OS OLHOS DA MECATRÔNICA INDUSTRIAL*

11 - COMANDO NUMÉRICO COMPUTADORIZADO
Construindo um Sistema Inteligente - TECNOLOGIA CNC - A IHM (INTERFACE HOMEM MÁQUINA) - Controles flexíveis - Máquinas controladas numericamente
Trocadores de ferramentas - CICLOS DE USINAGEM - PROGRAMAÇÃO - LINGUAGEM ISO - CNC MCS : INSTRUÇÕES BÁSICAS DE PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAÇÃO ISO (CÓDIGOS G)

12 - CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS
Fases históricas - Vantagens do uso de controladores lógicos programáveis - Funcionamento do CLP - ESTRUTURA INTERNA DO CLP
MÓDULOS OU INTERFACES DE ENTRADA - MÓDULOS ESPECIAIS DE ENTRADA - MÓDULOS OU INTERFACES DE SAÍDA - Capacidade de um CLP
Linguagens de Programação - STEP 5 - INTERCAMBIALIDADE ENTRE REPRESENTAÇÕES - ESTRUTURA DA LINGUAGEM - SISTEMA “BUS”
EXECUÇÃO DAS INSTRUÇÕES - Símbolos de linguagens de programação - LISTA DE INSTRUÇÕES (AWL) OU (STL) - LISTA DE INSTRUÇÕES (DIN)
DISPOSITIVOS DE PROGRAMAÇÃO - SOLUÇÕES ATRAVÉS DO CLP - PROGRAMAS DE CONTROLADORES PROGRAMÁVEIS - SOFTWARE LADDER DIAGRAM
ESTRUTURA DE UMA INSTRUÇÃO LADDER - NOÇÕES BÁSICAS DE REPRESENTAÇÃO

13 - DESENHO TÉCNICO
ELABORANDO UM DESENHO TÉCNICO - O QUE É GEOMETRIA DESCRITIVA - PROJEÇÃO ORTOGONAL - O QUE É CUBO DE REFERÊNCIA - O QUE SÃO PROJEÇÕES EM PERSPECTIVA?
Ângulos - O QUE SÃO LINHAS ISOMÉTRICAS? - O QUE SÃO EIXOS ISOMÉTRICOS? - CORTE TOTAL - O QUE É CORTE TOTAL - O QUE É CORTE PARCIAL
conheça as referências técnicas mais importantes - FORMATOS DE PAPEL (Ref.: NBR 10068) - LEGENDA (Ref.: NBR 10068) - ESCALAS (Ref.: NBR 8196)
LINHAS (Ref.: NBR 8403) - LETRAS E ALGARISMOS - CALIGRAFIA TÉCNICA (Ref.: NBR 8402/1994) - COTAGEM (Ref.: NBR 10.126/1987)

14 – METROLOGIA E INSTRUMENTAÇÃO
A humanidade e as medidas - Um breve histórico das medidas - PadrÕes Ingleses - Padrôes Brasileiros - MÚLTIPLOS E SUBMÚLTIPLOS DO METRO
Metrologia Científica e Industrial - ESTRUTURA INTERNACIONAL DA METROLOGIA CIENTÍFICA - ACORDOS INTERNACIONAIS RELACIONADOS AOS PADRÕES DE MEDIÇÃO
EQUIVALÊNCIA INTERNACIONAL DE PADRÕES DE MEDIÇÃO NACIONAIS - METROLOGIA LEGAL - Instrumentação – aparelhos de medição - PAQUÍMETRO
PRINCIPAIS TIPOS E USOS - PRINCÍPIO DO NÔNIO - Micrômetro - PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO - NOMENCLATURA - PRINCIPAIS USOS - Calibradores
TIPOS DE CALIBRADOR - VERIFICADORES -DIMENSÕES - CÁLCULO DA RESOLUÇÃO - LEITURA DO GONIÔMETRO - O RELÓGIO COMPARADOR - RELÓGIO COMPARADOR ELETRÔNICO
Multímetro - Voltímetro - Amperímetro - Osciloscópio - Rugosidade - CONCEITOS BÁSICOS - SUPERFÍCIE GEOMÉTRICA - SUPERFÍCIE REAL - SUPERFÍCIE EFETIVA
PERFIL GEOMÉTRICO - PERFIL REAL - PERFIL EFETIVO - PERFIL DE RUGOSIDADE - COMPOSIÇÃO DA SUPERFÍCIE - CRITÉRIOS PARA AVALIAR A RUGOSIDADE
SISTEMAS DE MEDIÇÃO DA RUGOSIDADE SUPERFICIAL - Controles Trigonométricos - MEDIÇÃO DE ENCAIXE RABO-DE-ANDORINHA - Termos mais utilizados em Metrologia
SIGLAS

15 – ORGANIZAÇÃO E NORMAS
O que é Normalização - Comitês Técnicos de Normalização - ABNT - SINMETRO - Qualidade - A EVOLUÇÃO DO CONCEITO DE QUALIDADE - A NECESSIDADE DE PADRONIZAÇÃO
A ISO - A ISO SÉRIE 9000 - OS ELEMENTOS DA ISO SÉRIE 9000 - O SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO - OS BENEFÍCIOS DA ISO 9000 - MANUAL DA QUALIDADE - O Sistema KANBAN
O Sistema Just In Time* - FUNDAMENTOS E CARACTERÍSTICAS - OBJETIVOS PRINCIPAIS DO JUST IN TIME - EDUCAÇÃO E TREINAMENTO - O JIT E OS CUSTOS DE PRODUÇÃO

16 – MANUTENÇÃO INDUSTRIAL
A manutenção e a vida de uma máquina - Histórico e evolução da manutenção - CONSERVAÇÃO OU MANUTENÇÃO? - POR QUE ESSA EVOLUÇÃO? ARGUMENTOS TÉCNICOS E
ECONÔMICOS EXPLICAM-NA - Critérios que valorizam a manutenção - A função manutenção - OS DIFERENTES SETORES QUE PRATICAM A MANUTENÇÃO - O técnico de manutenção
ALGUMAS OBSERVAÇÕES SOBRE A PROFISSÃO TÉCNICO EM MANUTENÇÃO - A manutenção corretiva - AÇÕES DE MANUTENÇÃO CORRETIVA - DEFINIÇÕES DE MANUTENÇÃO CORRETIVA
EVOLUÇÃO DA MANUTENÇÃO CORRETIVA - manutenção preventiva - Evolução do conceito de manutenção - ManutençÃo preventiva total (TPM) - MANUTENÇÃO AUTÔNOMA
EFEITOS DA TPM NA MELHORIA DOS RECURSOS HUMANOS - Falhas em Máquinas - ORIGEM DOS DANOS - ANÁLISE DE FALHAS EM MÁQUINAS - CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS
DANOS E DEFEITOS - Ferramentas de aperto e desaperto - FERRAMENTAS - ALICATES - Rolamentos - APLICAÇÃO DE ROLAMENTOS - COMO VERIFICAR AS CONDIÇÕES DE UM ROLAMENTO
INSPEÇÃO DE ROLAMENTOS EM MÁQUINAS - PROCEDIMENTOS PARA DESMONTAGEM DE ROLAMENTOS - Lubrificação Industrial - Lubrificantes - CLASSIFICAÇÃO DOS ÓLEOS QUANTO À ORIGEM
APLICAÇÕES DOS ÓLEOS - Graxas - TIPOS DE GRAXA - Lubrificantes sólidos - Aditivos - Lubrificação de mancais de rolamento - LUBRIFICAÇÃO COM GRAXA
LUBRIFICAÇÃO COM ÓLEO - INTERVALOS DE LUBRIFICAÇÃO - LUBRIFICAÇÃO DOS MANCAIS DOS MOTORES - LUBRIFICAÇÃO DE ENGRENAGENS FECHADAS - LUBRIFICAÇÃO DE ENGRENAGENS ABERTAS
LUBRIFICAÇÃO DE MÁQUINAS-FERRAMENTA - Planejamento e Controle da Manutenção - P.C.M. - PLANEJAMENTO DO TRABALHO - CÁLCULO DO SERVIÇO - PROGRAMA DOS SERVIÇOS
PLANEJAMENTO DE PESSOAL - ORÇAMENTO - DESEMPENHO - FERRAMENTAS - MATERIAIS E PEÇAS DE REPOSIÇÃO - EQUIPAMENTOS, MÁQUINAS E INSTALAÇÕES - MANUTENÇÃO PREVENTIVA E
DE ROTINA (MP E MR) - MANUTENÇÃO CORRETIVA (MC) - Comissão executiva de peças de reposição - RESPONSABILIDADE E ATRIBUIÇÕES DA COMISSÃO - OFICINAS DE MANUTENÇÃO
MEMBROS EFETIVOS DA COMISSÃO EXECUTIVA - PROCEDIMENTOS

17 – SEGURANÇA NO TRABALHO
O que é Segurança do Trabalho - Acidente no trabalho - Onde atua o profissional de Segurança do Trabalho - O QUE FAZ O PROFISSIONAL DE SEGURANÇA DO TRABALHO
Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA - CAMPANHAS DE SEGURANÇA - Normas

18 - GESTÃO E QUALIDADE
A qualidade na empresa - BUSCANDO MELHORIA DE PRODUTIVIDADE E EXCELÊNCIA - Gestão pela qualidade - QUANTO SE DEVE INVESTIR EM QUALIDADE PARA SE TER MENORES CUSTOS?
ANÁLISE DOS RESULTADOS DE INVESTIMENTOS EM QUALIDADE - PADRONIZAÇÃO E FORMALIZAÇÃO DE ROTINAS E PROCESSOS - VALORIZAÇÃO DO AMBIENTE DE TRABALHO - O PROGRAMA DOS 5S's
Prática japonesa com sotaque brasileiro - O QUE SÃO OS 5S'S? - Método de Solução de problemas - O CICLO PDSA

19 – MATEMÁTICA APLICADA
Introdução - AS OPERAÇÕES - Frações e números decimais - OPERAÇÕES COM FRAÇÕES - ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE FRAÇÕES - MULTIPLICAÇÃO DE FRAÇÕES - O INVERSO DE UM NÚMERO
AS PORCENTAGENS - Potenciação - Raiz quadrada - Equação do Primeiro Grau - Equação do Segundo Grau - Triângulos e trigonometria - A DIAGONAL DO QUADRADO
A TRIGONOMETRIA DO TRIÂNGULO RETÂNGULO - Números Complexos - REPRESENTAÇÃO GRÁFICA - FORMA TRIGONOMÉTRICA - FÓRMULAS DE MOIVRE

20 - INFORMÁTICA
Introdução à informática - O cérebro eletrônico - O COMPUTADOR - OS DISCOS - Microsoft Windows XP - INTRODUÇÃO - INICIALIZANDO O WINDOWS XP - ENCERRAR O WINDOWS XP
ÁREA DE TRABALHO (DESKTOP) - BOTÃO INICIAR - RELÓGIO - MOVENDO A BARRA DE TAREFAS - PAINEL DE CONTROLE - TRABALHANDO COM O MICROSOFT WORDPAD - WINDOWS EXPLORER
COPIAR, RECORTAR E COLAR ARQUIVOS - Outlook Express - RESPONDENDO UMA MENSAGEM - ENVIANDO MENSAGENS COM ARQUIVO EM ANEXO - WORD (versaõ 2000) - INICIAR O EDITOR
DE TEXTOS - CONFIGURAR AMBIENTE DE TRABALHO - FORMATANDO FONTES - ALINHAMENTO DO TEXTO - COR DA FONTE - ABRIR DOCUMENTO/SALVAR/SALVAR COMO - NUMERAÇÃO E MARCADORES
SELECIONANDO, COPIANDO E COLANDO PARTES DO TEXTO - TECLAS DE ATALHO - LOCALIZANDO TEXTOS E PALAVRAS - SUBSTITUINDO TEXTOS E PALAVRAS - MÚLTIPLAS COLUNAS - TABELAS
AUTOFORMATAÇÃO DE TABELAS - ALTERAR LARGURA DE LINHAS E COLUNAS DAS TABELAS - ACRESCENTAR E EXCLUIR LINHAS DA TABELA - ACRESCENTAR OU EXCLUIR COLUNAS DA TABELA
FORMATAR BORDAS DA TABELA - ORDENAÇÃO DE DADOS EM UMA TABELA - INSERIR FIGURAS - MODIFICAR A FIGURA. - INSERINDO AUTOFORMAS - TRABALHANDO COM WORD ART - EXCEL
PLANILHAS ELETRÔNICAS - CARREGANDO O EXCEL 7 - A TELA DE TRABALHO - MOVIMENTANDO-SE PELA PLANILHA - USANDO TECLAS - USANDO A CAIXA DE DIÁLOGO - USANDO O MOUSE
INSERINDO OS DADOS - ENTRADA DE NÚMEROS - ENTRADA DE TEXTOS - ENTRADA DE FÓRMULAS - A AUTO-SOMA - ALTERAÇÃO DO CONTEÚDO DE UMA CÉLULA - SALVANDO UMA PLANILHA
CARREGANDO UMA PLANILHA - FORMATAÇÃO DE CÉLULAS - SELEÇÃO DE FAIXAS - SELECIONANDO COM O MOUSE - SELECIONANDO COM O TECLADO - DESMARCANDO UMA FAIXA - FORMATAÇÃO
DE TEXTOS E NÚMEROS - FORMATAÇÃO DE NÚMEROS - ALTERAÇÃO DA LARGURA DAS COLUNAS - ALTERANDO A LARGURA DA COLUNA COM O MOUSE - ALTERANDO A LARGURA DA COLUNA POR
MEIO DA CAIXA DE DIÁLOGO - APAGANDO O CONTEÚDO DE UMA OU MAIS CÉLULAS - CRIANDO GRÁFICOS - IMPRESSÃO DA PLANILHA - FECHANDO A PLANILHA ATUAL - CRIAÇÃO DE UMA
NOVA PLANILHA - ABANDONANDO O EXCEL 7 - POWER POINT - ABRINDO UMA APRESENTAÇÃO EXISTENTE - EDITANDO A APRESENTAÇÃO - INTERNET EXPLORER - O QUE É A INTERNET?
WORLD WIDE WEB (WWW) - ENDEREÇOS ELETRÔNICOS - O PROGRAMA INTERNET EXPLORER - O correio eletrônico - QUANTO AO ENVIO E RECEBIMENTO DE MENSAGENS

21 – TÉCNICAS DE REDAÇÃO
Introdução - A palavra da comunicação - EXPRESSIVIDADE - SIMPLICIDADE - Gêneros - NARRAÇÃO - DESCRIÇÃO - DISSERTAÇÃO - Processo de Redação - Fortalecendo idéias
Apresentação da redação.

22 – INGLÊS TÉCNICO
Gramática – principais diferenças entre inglês e português - ADJECTIVE-NOUN ORDER - PREPOSITIONS - COMMON EXPRESSIONS - Pronouns - Simple Present
Simple Past - VERBOS REGULARES - VERBOS IRREGULARES - INTERROGATIVE FORM - NEGATIVE FORM - O PASSADO DO VERBO TO BE -Present Continuous Tense
Simple Future - Adverbs - POSIÇÃO DOS ADVÉRBIOS - Técnicas de leitura - Glossário de termos técnicos em Mecatrônica - Vocabulário em Mecatrônica

23 – RELAÇÕES INTERPESSOAIS
Comunicação - A COMUNICAÇÃO NAS EMPRESAS - ALGUNS CANAIS QUE ATRAPALHAM A COMUNICAÇÃO - FLUXOS DE COMUNICAÇÃO - PLANEJAMENTO DAS AÇÕES DE COMUNICAÇÃO
POSTURAS - SOBRE AS DIFERENÇAS ENTRE AS PESSOAS: OUTRO MÉTODO DE AVALIAÇÃO - CARACTERIZAÇÃO DOS ESTILOS DE COMUNICAÇÃO -Como tornar a
comunicação mais eficiente - DEZ RAZÕES PORQUE FALHAMOS EM NOS COMUNICAR - Valores e Atitudes - Motivação: o segredo do sucesso
Trabalho em equipe - Marketing Interpessoal para administrar relacionamentos - A postura adequada para um profissional - A criatividade no trabalho
Cidadania e ética no trabalho - A Consciência da Cooperação - As Quatro Atitudes

Perguntas e respostas

Qual informação você precisa?

Custo e prazo de envio Meios de pagamento e promoções Garantia

Tem dúvidas?

Estes atalhos ajudarão você a encontrar o que busca.

Ou pergunte ao vendedor

Tempo aproximado de resposta 12 minutos

Últimas perguntas

  • Aim disponível. Via correio

    Denunciar
  • boa tarde amigo ? seriam quantas horas de videos aulas ao todo caso seja desta forma ?

    Denunciar

    Apostilas e programas de simulação para PCs

    Denunciar
  • É em dvd para por no leitor de dvd e ver na tv com audio e video?

    Denunciar

    para PC. apostilas e Simuladores, Senai não tem Video aulas

    Denunciar
  • Esqueci de perguntar , vem cpm simuladores para projetos né ?

    Denunciar
  • Nao entendi ,O valor é fixo 10,00 Ou tenho que ver o custo .

    Denunciar
  • Qual é o valor do frete cep 03477-000

    Denunciar

    10.00 fixo está em Entrega a combinar com o vendedor - São Paulo - Ver custos de envio, veja aqui o valor

    Denunciar
  • Bom dia amigo, depois do pagamento consigo retirar você .?

    Denunciar

    Não . É enviado por correios carta registrada

    Denunciar
  • Quando vai chegar meu curso, comprei semana passada e ainda não chegou até agora?

    Denunciar

    Depende dos Correios. Eles colocam no site saiu para entrega no dia. Geralmente não aparece no rastreio. É comum. Ok

    Denunciar
  • Acabei de pagar! Vc tem outros cursos além desse?

    Denunciar

    Sim tenho. No anúncio no fim da página tem ver todos produtos do vendedor. Obrigado

    Denunciar
  • Vem completo com TD não é? Inclusive os simuladores pra computador certo?

    Denunciar

    Sim completo, com os Simuladores. OK

    Denunciar
  • Comprei agora depois q efetuar o pagamento em quanto tempo chega?

    Denunciar

    De 2 a 8 dias em média.

    Denunciar
  • Esses temas descritos no anúncio vem TD nessa apostila?

    Denunciar

    Sim tem mais só coloquei uma parte

    Denunciar
  • Quantas páginas as apostilas são ilustradas?

    Denunciar

    são muitas e muitos cursos que tenho. OK

    Denunciar
  • Quantas horas de aula tem DVDs ou só apostilas e livros ? Td impresso?

    Denunciar

    Apostilas e simuladotes para Computador.

    Denunciar
  • Apostilas e Simuladores, muito material.

    Denunciar
  • Esse não. Só material didático

    Denunciar
  • Boa Noite, você tem algum Simulador de robô industrial? Ex.:KukaSim, Roboguide ou Motosim EG? Grato

    Denunciar

    Não sei São muitos cursos. Mas acho que não.

    Denunciar
Ver mais perguntas
Novo  -  5 vendidos

Curso Completo Em Mecatrônica Industrial Com Simuladores.

R$ 29 , 99
Quantidade:

Você superou o limite de estoque disponível.

Compra Garantida, receba o produto que está esperando ou devolvemos o dinheiro.

Você ganha 14 Mercado Pontos.

Informação sobre o vendedor

Localização

São Paulo, São Paulo

  1. Vermelho
  2. Laranja
  3. Amarelo
  4. Verde claro
  5. Verde
194 vendas nos últimos 4 meses.
Presta um bom atendimento
Entrega os produtos dentro do prazo
Ver mais dados deste vendedor

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia do vendedor

03 meses contra defeito de Reprodução.

Saiba mais sobre garantia

Envio a combinar com o vendedor

Localizado em São Paulo (São Paulo)

Saiba mais sobre as formas de envio
Publicidade

Anúncio #769271889

Denunciar