Novo | 1 vendido

Disco De Vinil Tom Zé (1970) Lp

162 reales

em 6x 27 reales sem juros

Frete grátis  

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Último disponível!

Informações sobre o vendedor

  • 197

    Vendas nos últimos 365 dias

  • Presta bom atendimento

  • Entrega os produtos dentro do prazo

Ver mais dados deste vendedorAbrirá em uma nova janela

Assine o nível 6 com 80% OFF!

Assine o nível 6 com 80% OFF!

A oferta termina em 31 de maio

Sua assinatura anual de R$ 9,90/mês inclui o Disney+, Star+, milhares de descontos em compras e muito mais!

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia do vendedor

Garantia de fábrica: 10 dias

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Visa
Mastercard
Hipercard
Elo

Cartões de débito

Caixa

Boleto bancário

Boleto

Características principais

Nome do artistaTom Zé
Nome do álbum1970
Companhia produtoraPolysom
FormatoFísico
Formato do álbumVinil
Com faixas adicionaisNão
Ano de lançamento1970

Outras características

  • Quantidade de canções: 12

  • Gênero: MPB

  • Origem: Brasil

  • Quantidade de álbuns: 1

Descrição

DISCO DE VINIL TOM ZÉ (1970)

Disco de Vinil Novo, Nacional, Lacrado, 180 gramas!

Pouco após iniciar sua carreira com o notável “Grande Liquidação” (1968), Tom Zé provou que tinha repertório de qualidade para uma longeva carreira e lançou, em 1970, seu segundo disco, homônimo, que retorna às lojas em discos de 180 gramas pela coleção “Clássicos em Vinil”.

Completando 50 anos em 2020, “Tom Zé” tem direção artística de João Araújo, além de arranjos assinados por Chiquinho de Morais, Lagna Fietta e Capacete. Gravado nos estúdios da Gazeta, em São Paulo, o disco traz em seu repertório clássicos como “Jimmy Renda-se” (Tom Zé/Valdez) e “Qualquer Bobagem” (Tom Zé/Mutantes). Os encartes originais, que foram mantidos e restaurados pela Polysom, trazem um curioso protesto que o artista fizera contra a Prefeitura de São Paulo. Na ocasião, o órgão ainda não havia pagado o prêmio em dinheiro que o artista ganhara com a música “São, São Paulo Meu Amor”, vencedora do Festival da Record de 1968 na categoria Júri Especial.

LADO A
1. LÁ VEM A ONDA
2. GUINDASTE A RIGOR
3. DISTÂNCIA
4. DULCINÉIA POPULAR BRASILEIRA
5. QUALQUER BOBAGEM
6. O RISO E A FACA

LADO B
1. JIMMY, RENDA-SE (JIMI RENDA-SE)
2. ME DÁ, ME DÊ, ME DIZ
3. PASSAGEIRO
4. ESCOLINHA DE ROBOT
5. JEITINHO DELA
6. A GRAVATA

Perguntas e respostas

Pergunte ao vendedor

Não fizeram nenhuma pergunta ainda.

Faça a primeira!