official-store-logo
Novo

Cidades Afundam Em Dias Normais

35 reais con 92 centavos

em 12x de 8 reais con 59 centavos pagando com Mercado Crédito

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Disponível 1 dia após sua compra

Último disponível!

Comprar com Mercado Crédito

Compra em 12x de R$ 859 selecionando Mercado Crédito como meio de pagamento.

Informações da loja

Rocco
Rocco

Loja oficial no Mercado Livre

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Garantia de fábrica: 3 meses

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Pague em até 6x!

Mastercard
Hipercard
Elo
Visa

Cartões de débito

Mastercard Débito
Elo Debito
Visa Débito

Pix

Pix

Boleto bancário

Boleto

Características principais

Título do livroCIDADES AFUNDAM EM DIAS NORMAIS
AutorALINE VALEK
EditoraEDITORA ROCCO
FormatoPapel
MarcaEditora Rocco

Outras características

  • Cobertura: Mole

  • Tipo de narração: Manual

  • ISBN: 9786555320077

  • Páginas: 256

Descrição

Cidades no reaparecem do fundo de lagos todos os dias. Quando a seca do Cerrado revelou Alto do Oeste, cidade que ficou submersa no início do milênio, Kênia Lopes soube que precisava fotografar as ruínas, como se em busca da resposta para uma questo jamais respondida: o que faziam os moradores enquanto aquele pequeno apocalipse se aproximava?


Esta exposiço reúne os relatos e rostos que Kênia captou em uma investigaço que mudou dramaticamente o foco de seu trabalho, justamente por ter sido um projeto to pessoal: Kênia crescera em Alto do Oeste. Conhecia todas as pessoas que retratou.


Uma professora de História obstinada em preservar memórias. A jornada artística de um grafiteiro. Um padre náufrago. Um argentino tentando entender um idioma cheio de ruídos e feridas. Uma jovem escrevendo o fim do mundo enquanto ele acontecia. Em cada história, a tragédia do povo alto-oestino apresenta-se como um espelho que reflete as tragédias que se infiltram em nosso cotidiano, nos buracos abertos pelo abandono e pela violência.


As fotografias de Kênia, como se fossem pinturas encontradas em uma caverna, parecem exigir a participaço do nosso olhar para buscar as respostas. Se a verdade desaparece no instante em que é registrada, como podemos determinar o que realmente aconteceu? As galerias a seguir nos provocam com um lembrete: se uma cidade inteira pode afundar, talvez a memória seja o único lugar onde podemos permanecer.

Perguntas e respostas

Pergunte ao vendedor

Não fizeram nenhuma pergunta ainda.

Faça a primeira!