Novo | 3 vendidos

Livros - Manifesto Contra O Trabalho

24 reais

em 4x 6 reais con 57 centavos

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Disponível 8 dias após sua compra

Informações sobre o vendedor

Localização

São Paulo, São Paulo

  • 167

    Vendas nos últimos 60 dias

  • Não oferece um bom atendimento

  • Entrega os produtos com atraso

    Ver mais dados deste vendedorAbrirá em uma nova janela

    Devolução grátis

    Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

    Garantia

    Compra Garantida com o Mercado Pago

    Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

    Meios de pagamento

    Boleto parcelado em até 12x

    Cartões de crédito

    Pague em até 4x!

    Cartões de débito

    Pix

    Boleto bancário

    Características principais

    Título do livroGrupo Krisis
    AutorGrupo Krisis
    IdiomaPortuguês
    EditoraKrisis / Igra Kniga
    FormatoPapel
    MarcaKrisis / Igra Kniga

    Outras características

    • Tipo de narração: Livros

    • ISBN: 9786599088506

    Descrição

    Há vinte anos foi publicada a primeira edição alemã do "Manifesto contra
    o trabalho". Quase simultaneamente, circulou no Brasil uma tradução para
    o português, em edição limitada, divulgada pelo geousp/labur. Esse mesmo
    texto serviria de base para a publicação do Manifesto pela editora Conrad,
    em 2003. Uma nova tradução apareceu no mesmo ano, em Portugal, a
    cargo da editora Antígona. A tradução que agora oferecemos ao leitor, em
    colaboração com o grupo Krisis, é uma reelaboração das versões anteriores.
    Não se trata apenas de recolocar as ideias em circulação, mas de
    aprimorar a compreensão da crítica do trabalho de modo a voltá-la contra a
    nossa própria forma de pensamento.

    "Um cadáver domina a sociedade - o cadáver do trabalho" (primeira frase do Manifesto)

    Perguntas e respostas

    Qual informação você precisa?

    Não fizeram nenhuma pergunta ainda. Faça a primeira!