official-store-logo
Novo

Literatura E Ética - Da Forma Para A Força

27 reais con 60 centavos

em 12x de 6 reais con 60 centavos pagando com Mercado Crédito

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Disponível 1 dia após sua compra

Último disponível!

Comprar com Mercado Crédito

Compra em 12x de R$ 660 selecionando Mercado Crédito como meio de pagamento.

Informações da loja

Rocco
Rocco

Loja oficial no Mercado Livre

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Garantia de fábrica: 3 meses

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Pague em até 5x!

Mastercard
Hipercard
Elo
Visa

Cartões de débito

Elo Debito
Visa Débito

Pix

Pix

Boleto bancário

Boleto

Características principais

Título do livroLiteratura e ética - Da forma para a força
AutorDIANA KLINGER
IdiomaPortuguês
EditoraEDITORA ROCCO
FormatoPapel
MarcaEditora Rocco

Outras características

  • Cobertura: Mole

  • Gênero do livro: Ciências Humanas e Sociais

  • Subgêneros: História

  • Tipo de narração: Manual

  • ISBN: 9788532529305

  • Páginas: 224

Descrição

Em Literatura e ética – Da forma para a força, a professora doutora de Teoria da Literatura da Universidade Federal Fluminense Diana Klinger encontra um lugar agradável e sedutor para ouvir e investigar a distância - na verdade, o que há de intrínseco e conflituoso - entre a literatura e a vida.  

O caminho percorrido é autobiográfico e corajoso. Klinger parte dos próprios afetos e leituras para pensar o ato da escrita como político e segue incorporando a teoria, principalmente os filósofos Michel Foucault, Gilles Deleuze e Spinoza, para “procurar algo da ordem do inconstatável” na tenso ética e estética do fazer literário, pensando a questo do sentido na literatura e na sociedade contemporânea.
A linguagem fluida e vívida, potencializada pelos afetos, aproxima o leitor menos habituado aos textos acadêmicos, ao mesmo tempo que a profundidade da investigaço intelectual conduz a leitura pelos questionamentos do fazer e do pensar literário contemporâneos.

A interioridade e o lugar do Eu no pensamento literário tomam lugar no texto de Klinger: “É o livro mais exposto que eu poderia escrever: resolvi me expor com toda a força, a fraqueza, a potência e a vulnerabilidade de meu próprio eu. Falo em nome próprio e falo de mim mesma.”

Procurando, na literatura e na vida, escutar com razo e sensibilidade o que o “acaso tem a dizer”, Klinger examina na escrita de Julio Cortázar, por exemplo, o conflito entre a (im)possibilidade de colocar uma distância entre presente e passado, ficço e real. Apesar da postura autônoma do escritor, para quem a literatura nunca foi uma extenso da posiço política, mas um ideal de experimentaço, Cortázar escrevia em continuidade com a vida. 

A autora também recorre ao lugar do “nativo” para pensar a escrita além da estética e da representaço, mas como forma de estar no mundo, mais próximo da vida.  Como sugere Foucault, em destaque da autora, a arte deveria partir da relaço com os indivíduos, e no com os objetos. Nesta trilha, Klinger investiga o ato de linguagem e a tarefa política da escrita. “A escrita como um ritual que suspende o mundo para construir um outro território se aproxima da filosofia, no na sua tradiço idealista e transcendentalista, e sim uma filosofia como exercício e prática da vida.”

Literatura e ética é um convite confesso ao deslumbre com a potência de vida na escrita.

Perguntas e respostas

Pergunte ao vendedor

Não fizeram nenhuma pergunta ainda.

Faça a primeira!