official-store-logo
Novo

A Segunda Vida De Brás Cubas - A Filosofia Da Arte De Macha

33 reales

em 7x 5 reales con 36 centavos

Anúncio pausado

Informações da loja

Rocco
Rocco

Loja oficial no Mercado Livre

Características principais

Título do livroA Segunda Vida de Brás Cubas - A Filosofia da Arte de Macha
AutorPATRICK PESSOA
IdiomaPortuguês
Editora do livroEDITORA ROCCO
Capa do livroMole
MarcaEditora Rocco

Outras características

  • Quantidade de páginas: 288

  • Gênero do livro: Ciências Humanas e Sociais

  • Subgêneros do livro: Política

  • Tipo de narração: Manual

  • ISBN: 9788532523662

Descrição

Doutor em filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com especializaço em filosofia da arte na Universidade de Potsdam, Patrick Pessoa faz, em A segunda vida de Brás Cubas, uma interpretaço filosófica da arte de Machado de Assis tomando como base a filosofia do mais importante anti-herói da literatura brasileira. Ao narrar sua trajetória a partir de um sistema de pensamento próprio, o defunto autor nos faz questionar a complexa relaço entre filosofia e literatura. E é nesse ponto em que Pessoa mergulha sua análise. Longe de associar Machado a qualquer corrente, ele empreende uma investigaço inquietante, ajudando o leitor a fruir o estranhamento causado pela obra do Bruxo do Cosme Velho.
Ao longo do livro, Pessoa propõe diversos questionamentos sobre a relaço entre arte e filosofia. Entre eles, em que medida a interpretaço filosófica de uma obra de ficço é possível, se ela é desejável e também qual é a contribuiço que a filosofia e a literatura podem trazer uma à outra sem que a primeira sufoque a obra de arte com teorias que lhe so estranhas e sem que a literatura vire mera ilustraço de conceitos filosóficos.
Ao longo de sua tese, Patrick mostra que a tentaço, para os estudiosos, de atribuir uma filosofia a um autor de ficço de tal porte no é pequena. Afinal, é uma obra pródiga em referências aos grandes vultos da história da filosofia, e no so poucos seus personagens que nutrem a pretenso de serem filósofos.
Além disso, Patrick reflete no livro sobre as diferentes interpretações do uso da ironia no romance machadiano e como ela se torna um fio condutor privilegiado para a exposiço de sua verdade, que no pode ser imobilizada. É também através de sua ironia que Machado de Assis empreende uma crítica da ideologia brasileira no final do século 19.

Perguntas e respostas

Não fizeram nenhuma pergunta ainda.

Faça a primeira!