official-store-logo
Novo

Entre Leitor E Autor

23 reais con 60 centavos

em 4x 6 reais con 45 centavos

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Estoque disponível

Informações da loja

Rocco

Rocco

Loja oficial no Mercado Livre

  • 266

    Vendas nos últimos 60 dias

  • Presta bom atendimento

  • Entrega os produtos dentro do prazo

    Ver mais dados de RoccoAbrirá em uma nova janela

    Devolução grátis

    Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

    Garantia

    Compra Garantida com o Mercado Pago

    Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

    Meios de pagamento

    Cartões de crédito

    Pague em até 4x!

    Boleto parcelado em até 12x

    Cartões de débito

    Pix

    Boleto bancário

    Características principais

    Título do livroEntre leitor e autor
    AutorAFFONSO ROMANO DE SANT'ANNA
    EditoraEDITORA ROCCO
    FormatoPapel
    MarcaEDITORA ROCCO

    Outras características

    • Cobertura: Mole

    • Tipo de narração: Manual

    • ISBN: 9788532529732

    • Páginas: 240

    Descrição

    Um livro de memórias, sobre aprendizagens do autor enquanto escritor e leitor e uma obra sobre o exercício da criação literária. Essas são as definições de Affonso Romano de Sant’Anna sobre Entre leitor e autor. A Editora Rocco decidiu ampliar o texto de Sedução da palavra (Editora Letraviva, 2000) em novas crônicas que fizeram surgir o novo livro. Nos textos, Affonso Romano de Sant’Anna fala do lugar do poeta, do teórico, do cronista, do jovem escritor, do professor que é e foi. A posição de leitor e autor é simbiótica e torna as crônicas ainda mais prazerosas de serem lidas. Episódios com Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Octavio Paz, Michel Foucault, Fernando Sabino, Clarice Lispector, Elizabeth Bishop e muitos outros são deliciosamente narrados nas crônicas que deixam transbordar a inquietude, a timidez e admiração do Affonso jovem leitor e escritor iniciante. Imagine o que era para um jovem do interior e pretenso poeta já ter  se encontrado, por volta dos 17 anos, com Carlos Drummond de Andrade, poder dizer-lhe da admiração, ouvir as orientações, mostrar seus textos e ficar, mesmo ainda depois dos encontros, ainda sem saber onde enfiar as mãos (da escrita) ao encontrá-lo no elevador? “A mim parecia que o prédio do MEC tinha ficado da altura do Empire State Building, em Nova York.”O escritor aspirante pode desejar ser um leitor ávido de Entre leitor e autor e ali vai encontrar muitos caminhos e sugestões, mas é preciso encará-lo com a mesma franqueza com que foi escrito.  Na crônica Os Riscos do Métier, por exemplo, o autor é taxativo: “A literatura é um sistema. Sistema com regras e leis e, como consequência, um sistema com punições e gratificações.” Ou “A arte não tolera mentira”. E ainda “O artista se empenha por adquirir sua linguagem e deve continuar a lutar para que ela não se transforme num recurso automático de expressão. Caso contrário, o artista será o imitador de si mesmo e, nesse caso, ele deixa de ser um criador”. Em Onde a Porca Torce o Rabo, descreve alguns aspirantes: “Pensam que escrevem, mas estão sendo escritos por uma linguagem que já existe.” Ainda que críticas, as crônicas não devem esmorecer aqueles que pretendem investir na escrita. Até porque, o escritor apresenta a mesma sinceridade para dividir as inseguranças e inquietudes que perpassam o autor, revelando o seu lado leitor e fã sob várias nuances e em vários encontros. E com a medida que também é leitor, sabe a hora de interromper e prosseguir,  “pois aborrecer seu público é um risco que sobretudo o cronista deve evitar”.

    Perguntas e respostas

    Qual informação você precisa?

    Pergunte para Rocco

    Não fizeram nenhuma pergunta ainda. Faça a primeira!