official-store-logo
Novo

Segredos Públicos - Os Blogs De Mulheres No Brasil

18 reais con 80 centavos

em 3x 6 reais con 77 centavos

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Disponível 1 dia após sua compra

Informações da loja

Rocco
Rocco

Loja oficial no Mercado Livre

    Devolução grátis

    Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

    Garantia

    Compra Garantida com o Mercado Pago

    Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

    Garantia da loja

    Garantia de fábrica: 3 meses

    Meios de pagamento

    Boleto parcelado em até 12x

    Cartões de crédito

    Pague em até 3x!

    Cartões de débito

    Pix

    Boleto bancário

    Características principais

    EditoraEDITORA ROCCO
    OrigemBrasil
    FormatoPapel
    MarcaEDITORA ROCCO

    Outras características

    • Título: Segredos Públicos - Os Blogs de Mulheres no Brasil

    • ISBN: 9788532521194

    Descrição

    Já se foi o tempo em que as moças desabafavam suas angústias num "querido diário" escrito com caligrafia caprichada e que não deveria ser lido por mais ninguém. O amigo íntimo imaginário, feito de papel e tinta, deu lugar aos blogs, que podem ser lidos e comentados pelo mundo inteiro, sem que sua autoria seja revelada. Trata-se de um fenômeno recente, mas que já começa a alterar a construção da identidade feminina, pois estabelece uma nova forma de inserção social e joga por terra teorias consagradas de alguns dos maiores pensadores da comunicação. Em Segredos públicos – Os blogs de mulheres no Brasil, a pesquisadora, professora e escritora Luiza Lobo avalia essa revolução com profundidade, embasamento e clareza incomuns.
    Antes, as autoras dos diários se comunicavam consigo próprias. Escrever era isolar-se em seu mundo particular. Cada uma era a única emissora e também a única receptora de suas mensagens. Agora, o caráter de revelação íntima dos blogs se choca com o caráter público e informativo da Internet, que emerge como um espaço mágico, supostamente livre e de constante interação entre escritores e leitores. Luiza Lobo mostra que desapareceu a divisão claramente definida entre o público e o privado, como era feita por Habermas. Também se rompeu o esquema de processo comunicativo linear e pessoal proposto por Jakobson. As vozes agora se cruzam simultâneas e em todas as direções. Os blogs se impõem como uma produção pessoal e coletiva, sem que haja contradição nisso.
    Como conseqüência, as mulheres têm hoje nos blogs um nível de liberdade muito maior que o experimentado por Anaïs Nin, Colette ou Marguerite Duras. Com a possibilidade de se expor em anonimato, elas incorporam a gíria, o idioleto e o baixo calão, expressando-se de modo mais catártico e profundo. Sua conduta sexual, por exemplo, pode ser descrita em detalhes ou mesmo exibida em fotografias e vídeos, sem que sejam revelados seus rostos e nomes. Eis que surge, segundo a autora, uma nova forma de inserção social: o público-privado, que abole a dicotomia entre o eu confessional, autobiográfico, e a máscara social.
    A autora não defende nem condena os blogs, apenas os estuda e procura explicá-los. Mas ela louva ao menos um fator positivo do fenômeno: os blogs reforçam a prática da escrita e contrabalançam o avanço da oralidade da cultura de massa, que tem a televisão como sua maior aliada. Isso enquanto não surge o blog falado.



    Perguntas e respostas

    Qual informação você precisa?

    Não fizeram nenhuma pergunta ainda. Faça a primeira!