official-store-logo
Novo

Seurat E O Arco-íris

23 reais con 20 centavos

em 12x de 5 reais con 55 centavos pagando com Mercado Crédito

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Disponível 1 dia após sua compra

Comprar com Mercado Crédito

Compra em 12x de R$ 555 selecionando Mercado Crédito como meio de pagamento.

Informações da loja

Rocco
Rocco

Loja oficial no Mercado Livre

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Garantia de fábrica: 3 meses

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Pague em até 4x!

Mastercard
Hipercard
Elo
Visa

Cartões de débito

Elo Debito
Visa Débito

Pix

Pix

Boleto bancário

Boleto

Características principais

Título do livroSeurat e o Arco-Íris
AutorCAULOS
IdiomaPortuguês
EditoraEDITORA ROCCO
FormatoPapel
MarcaEditora Rocco

Outras características

  • Cobertura: Mole

  • Gênero do livro: Infantis

  • Tipo de narração: Manual

  • ISBN: 9788561384166

  • Páginas: 36

Descrição

Seu pai, um funcionário público, fora um homem solitário. Dele, herdou esta característica, levando uma vida privada e inteiramente dedicada à pintura – esta sim, sua única animaço. Seu nome: Georges-Pierre Seurat, nascido em Paris, em 2 de dezembro de 1859. Agora, um pouco da vida e da obra deste pintor francês, pioneiro do pontilhismo – técnica através da qual criava imagens pela justaposiço de pontos coloridos –, chega às mos e aos olhinhos brilhantes da criançada – através do divertido e sensível traço do artista mineiro Caulos –, em Seurat e o arco-íris, quarto título da coleço Pintando o Sete.
Em 1877, Georges Seurat ingressou na Escola Superior de Belas Artes de Paris, onde visitaria, com freqüência, o Museu do Louvre e sofreria fortes influências de dois grandes nomes da pintura mundial: o holandês Rembrandt e o espanhol Francisco Goya. Por conta do serviço militar na base de Brest, cidade no oeste da França, interrompeu seus estudos por um ano. Lá, fez numerosos esboços de barcos, de praias e do mar.
Mais tarde, em 1880, de volta a Paris, Seurat torna-se “mestre” como pintor, inspirado pela obra A lei do contraste simultâneo das cores, de Michelle Eugène Chevreul – base para que desenvolvesse a técnica do pontilhismo, que daria origem ao neo-impressionismo, sendo utilizada amplamente na arte do século XX. Em suas pinturas, Seurat também recorreu à técnica da simetria dinâmica, usando retângulos de ouro, tal como Piet Mondrian e Leonardo Da Vinci.
Por causa disso, ele achava que sua arte era apenas científica e no tinha poesia: “Eu apenas sigo um método, nada mais.” Ledo e tolo engano. Afinal, Georges Seurat pintava o homem e a natureza justamente da forma que so: “zilhões” de pontos coloridos. 

Perguntas e respostas

Pergunte ao vendedor

Não fizeram nenhuma pergunta ainda.

Faça a primeira!