official-store-logo
Novo | 1 vendido
39 reais con 92 centavos

em 6x 7 reais con 36 centavos

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Estoque disponível

Frete grátis comprando 2 ou mais unidades

Informações da loja

Rocco

Rocco

Loja oficial no Mercado Livre

  • 286

    Vendas nos últimos 60 dias

  • Presta bom atendimento

  • Entrega os produtos dentro do prazo

    Ver mais dados de RoccoAbrirá em uma nova janela

    Devolução grátis

    Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

    Garantia

    Compra Garantida com o Mercado Pago

    Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

    Meios de pagamento

    Cartões de crédito

    Pague em até 6x!

    Boleto parcelado em até 12x

    Cartões de débito

    Pix

    Boleto bancário

    Características principais

    Título do livroVulgo Grace
    AutorMARGARET ATWOOD
    IdiomaPortuguês
    EditoraEDITORA ROCCO
    FormatoPapel
    MarcaEditora Rocco

    Outras características

    • Cobertura: Mole

    • Tipo de narração: Manual

    • ISBN: 9788532523532

    • Páginas: 512

    Descrição

    Um dos principais romances da premiada escritora canadense Margaret Atwood, autora de O conto da aia, que deu origem à elogiada série The Handmaid’s Tale, Vulgo Grace também vai virar série, pela Netflix, e ganha nova edição com capa do artista gráfico Laurindo Feliciano, responsável pela renovação da identidade visual da obra da autora pela Rocco. A partir de um caso real ocorrido no Canadá na década de 1840, o livro conta a trajetória de Grace Marks, uma criada condenada à prisão perpétua por ter ajudado a assassinar o patrão, Thomas Kinnear, e a governanta da casa onde trabalhava, Nancy Montgomery.   A história contada por Margaret Atwood tem início em 1859, quando a protagonista Grace Marks já está presa. James McDermott, também condenado pelas mortes, há muito fora enforcado. Grace mora no presídio, mas devido ao bom comportamento, trabalha durante o dia na casa do governador da penitenciária em uma Toronto do século XIX com costumes bastante tradicionais. Grace costura e ajuda em alguns serviços mais leves.   Apesar de iletrada, os relatos que Grace faz, de próprio punho, em diários e cartas, e seu bom comportamento em todas as instituições por onde passou, impressionaram clérigos, médicos e políticos da época. Vários trabalharam incansavelmente a favor da jovem, elaborando petições para sua libertação, procurando opinião clínica para dar suporte ao seu caso.   É nessa época que chega à cidade um médico interessado em doenças mentais e em estudar o comportamento dos assassinos. Dr. Simon Jordan está ali para coletar depoimentos de Grace. Se conseguir ir adiante, pretende descobrir se ela mente ou se realmente tem problemas de memória, que a impedem de se lembrar do que aconteceu no dia da morte do Sr. Kinnear e de Nancy. É ao Dr. Jordan que Grace conta sobre sua vida, desde a época passada na Irlanda, onde nasceu e de onde a família parte para o Canadá em busca de melhores condições.   Apesar de muitas vezes mostrar ao leitor detalhes dos acontecimentos que compõem a história de Grace, Margaret Atwood utiliza-se de sutilezas para deixar subentendidos importantes aspectos da trajetória da protagonista. E, ao longo da narrativa, estimula os leitores a formarem sua própria opinião sobre a assassina. Teria sido ela ludibriada por James McDermott, humilhada demais por Nancy Montgomery, acometida de um acesso de raiva ou o mundo simplesmente estaria sendo injusto ao condená-la à prisão perpétua? Respostas que a autora sabe guardar muito bem até o fim do livro.  
    Leia um trecho +

    Perguntas e respostas

    Qual informação você precisa?

    Pergunte para Rocco

    Não fizeram nenhuma pergunta ainda. Faça a primeira!